Autoridades moçambicanas alertam para subida de nível dos rios

Autoridades moçambicanas alertam para subida de nível dos rios
Radio Os Latinos 33

 Os níveis na bacia do rio Maputo, 50 quilómetros a sul da capital moçambicana, estão acima do nível de alerta e a provocar inundações localizadas, avisaram as autoridades hidrográficas, após chuva contínua que desde sexta-feira cai na região.

Na segunda-feira, a Administração Regional de Águas do Sul (ARA-SUL) registou um nível de 4,06 metros, cerca de meio metro acima do alerta, em Madubula.

A situação levou à interrupção de um caminho usado para circulação de automóveis até àquela povoação.

Noutro extremo da província, na bacia do rio Incomáti, 80 quilómetros a norte de Maputo, prevê-se um aumento de escoamentos, “podendo atingir-se o nível de alerta na estação hidrométrica de Magude”.

Neste caso, preveem-se “inundações localizadas nos campos agrícolas das zonas baixas do rio Incomáti” e condicionamentos na circulação rodoviária em vias precárias entre algumas povoações.

Os rios Maputo e Incomáti, a par do Umbelúzi, são os de maior caudal na província de Maputo e para os quais as autoridades hidrográficas renovam apelos à precaução da população.

A época das chuvas aproxima-se do fim (decorre entre outubro e abril) e prevê-se um abrandamento da precipitação a partir de quarta-feira.

Desde o início da atual época, pelo menos 134 pessoas morreram e mais de 760 mil foram afetadas por desastres naturais em Moçambique, com destaque para os danos provocados pela tempestade Ana em janeiro e o ciclone Gombe em março.

LFO // SB-Lusa

Radio Os Latinos 33