Covid-19: Timor-Leste regista mais dois mortos e 357 novos casos

Google Image /Teste Covid-19

Timor-Leste registou hoje mais duas mortes devido à covid-19 e 357 novos casos, com o número de infeções ativas e de hospitalizações de pessoas em estado grave a atingirem novos máximos, segundo dados oficiais.

De acordo com o Centro Integrado de Gestão de Crise (CIGC), um dos mortos é um homem de 78 anos, não vacinado, que foi diagnosticado na terça-feira com síndrome de insuficiência respiratória aguda (SIRA) e que morreu hoje no centro de isolamento de Vera Cruz, em Díli.

Morreu ainda um homem de 58 anos, também não vacinado, e que foi diagnosticado com SIRA no passado dia 21 de agosto, em Bobonaro, sendo transferido para o centro de isolamento de Lahane, em Díli, onde acabou por morrer.

Este mês, em Timor-Leste registaram-se 5.062 novos casos da covid-19, o que equivale a 31,7% de todos os casos registados no país desde o início da pandemia.

Desde o início do mês registaram-se ainda 32 mortes, o que representa 65,5% das 58 mortes de pessoas infetadas registadas em todo o país desde março de 2020.

Nas últimas 24 horas, as autoridades registaram mais 357 infeções, entre as quais 228 em Díli, 29 em Covalima, 24 em Baucau e 18 em Ainaro, com novos casos em todos os municípios à exceção de Aileu e Ermera e na Região Administrativa Especial de Oecusse-Ambeno (RAEOA).

Registaram-se ainda 185 recuperações, com o total de casos ativos a ser de 4.378 – novo máximo e o total acumulado desde o início da pandemia a subir para 15.960.

Cerca de 47% dos novos casos registavam sintomas da covid-19, com 18% dos casos a serem de pessoas com menos de 20 anos.

Do total de novas infeções, 30% tinham a vacinação completa e 11% tinham a primeira dose.

Nas últimas 24 horas as autoridades realizaram 1.436 testes.

A taxa de incidência continua a atingir novos máximos, com 24,5 casos por 100 mil habitantes a nível nacional e 61,2 casos por 100 mil habitantes em Díli.

Particularmente preocupante é a situação nos dois centros de isolamento para casos moderados e graves em Díli, Vera Cruz e Lahane, onde o número de pacientes continua a aumentar.

Hoje estão internados nos dois locais 86 pessoas, novo máximo, das quais 23 em estado grave, três com ventiladores, três com CPAP (máquina de pressão positiva contínua na via aérea) e 17 com oxigénio.

Há 32 pacientes em estado considerado moderado.

Os dados foram divulgados no primeiro dia de um período de confinamento domiciliar obrigatório de sete dias em Díli, com as autoridades policiais em força na cidade para garantir o cumprimento.

A covid-19 provocou pelo menos 4.461.431 mortes em todo o mundo, entre mais de 213,79 milhões de infeções pelo novo coronavírus registadas desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse.

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China, e atualmente com variantes identificadas em países como o Reino Unido, Índia, África do Sul, Brasil ou Peru.

ASP // VM

Lusa/RL33