Federação de Desportos de Inverno monta pista de gelo na Serra da Estrela

Torre Serra Da Estrela


Covilhã, Castelo Branco, 30 ago 2021

A Federação de Desportos de Inverno de Portugal (FDIP) iniciou as obras de construção de uma pista de gelo nas Penhas da Saúde, Covilhã, para funcionar entre outubro e abril, destinada à prática desportiva e ao lazer.

O investimento, de 320 mil euros, recorre a fundos próprios da federação e vai ficar localizado na zona lateral da Pousada da Juventude da Serra da Estrela, explorada desde 2016 pela FDIP.

A Serra da Estrela Ice Arena terá as marcações para o hóquei e para o curling, uma vez que para outras modalidades não é necessária essa sinalética, e vai permitir a iniciação nestas disciplinas desportivas, mas os turistas que se deslocam à Serra da Estrela podem também utilizar o espaço para lazer.

“Vai ser a única pista em Portugal com estas dimensões. Vamos trabalhar muito com as crianças e com as escolas. A ideia é iniciá-las nestas modalidades. A pista tem metade da dimensão de uma pista olímpica. Não tem as medidas para competições oficiais de hóquei no gelo, mas tem para aquilo que nós queremos, que é iniciar as pessoas nas modalidades”, adiantou à Lusa o presidente da FDIP, Pedro Farromba, que hoje apresentou publicamente o projeto.

O dirigente federativo salienta que se prevê que a estrutura esteja a funcionar em outubro e estão contemplados pacotes dedicados às escolas, para que os alunos possam praticar as modalidades no gelo sem o condicionalismo das condições atmosféricas.

Durante o período em que a tenda vai funcionar com a pista de gelo, estará presente nas Penhas da Saúde o selecionador nacional, Jim Aldred, antigo jogador profissional de hóquei e treinador da modalidade, disponível para ensinar a praticar.

Segundo Pedro Farromba, para a patinagem passará a existir uma outra pessoa com o objetivo de dinamizar a patinagem artística e de velocidade.

O presidente da FDIP acentuou que, além da promoção das modalidades tuteladas pela federação, o espaço servirá para treinos de equipas e terá uma utilização turística.

“Queremos fazer mais com parceiros que temos identificados, para podermos de alguma forma disseminar a divulgação das modalidades que praticamos, mas será também mais um atrativo para a Serra da Estrela, porque pode ser utilizada para lazer”, referiu Pedro Farromba à agência Lusa.

De acordo com o dirigente da FDIP, durante o verão, quando o gelo for retirado, as duas tendas, uma de 32 por 15 metros e outra de 15 por 7,5 metros, terão uma utilização multiusos, para eventos culturais ou comerciais.

 “Já houve uma pessoa que disse que se ia casar e que gostava que fosse aqui”, salientou Pedro Farromba.

AYR // AJO-Lusa/RL33