«Precisamos de nos manter na zona verde» para prosseguir o desconfinamento

«O percurso que temos feito mostra que temos condições para continuar o plano de desconfinamento» mas com o nível de transmissão (Rt) próximo de 1 «precisamos de ter cautela», afirmou a Ministra de Estado e da Presidência, Mariana Vieira da Silva.

A Ministra falava no final do Conselho de Ministros eletrónico, em Lisboa, que esteve reunido para discutir o processo de desconfinamento e o novo Estado de Emergência, prorrogado até 5 de abril.

Recorrendo à matriz de risco, Mariana Vieira da Silva disse que, «apesar de continuarmos na zona verde», isso não significa que estejamos «livres» de cumprir todas as regras de distanciamento e segurança.

A Ministra afirmou também que, no dia 1 de abril, serão tomadas as decisões para prosseguir o plano de desconfinamento, ainda que o mesmo tenha de ser «lento e a conta-gotas». Até lá, «as regras são as que vivemos hoje, incluindo o prolongamento de circulação para fora do Concelho» e «o dever de estar em casa», explicou.

Mariana Vieira da Silva renovou ainda o apelo a que as pessoas permaneçam em casa, sobretudo neste período de Páscoa, para que «não tenhamos de atenuar o ritmo de desconfinamento» a partir do dia 5.

«Eu lembro que, até ao momento, apenas as crianças do 1º ciclo estão nas suas atividades letivas e, para poder garantir que todas as crianças e jovens vão às escolas, para poder garantir que as lojas podem abrir a partir de dia 5» assim como as esplanadas, os restaurantes e as atividades culturais, «precisamos de nos manter nesta zona verde, precisamos de nos manter em segurança, precisamos de cumprir as regras», frisou.