PS/Congresso: Daniel Adrião afirma que fez acordo para lista única à Comissão Nacional

O dirigente socialista Daniel Adrião afirmou hoje que fez um acordo para a formação de uma lista única à Comissão Nacional, órgão máximo partidário entre congressos, mantendo a representação de 28 elementos.

Daniel Adrião

Contactado pela agência Lusa depois de o presidente do PS, Carlos César, anunciar que apenas uma lista iria concorrer à Comissão Nacional, eleição que se realiza no domingo, Daniel Adrião disse que “houve um acordo para a formação uma lista conjunta”, resultado de “conversas nos últimos dias e que hoje foi concretizado”.

O dirigente socialista acrescentou que vai “manter a representação que tinha na Comissão Nacional de 28 elementos, ou seja, de 12%”, como resultado do acordo firmado com a lista proposta pelo atual secretário-geral do PS, António Costa, e encabeçada pelo secretário-geral adjunto, José Luís Carneiro.

Nos últimos congressos, as listas propostas por António Costa para os 251 efetivos para a Comissão Nacional do PS tiveram sempre a alternativa de uma lista apresentada pelo dirigente socialista Daniel Adrião.

O prazo para a entrega de listas para os 251 efetivos da Comissão Nacional do PS terminou às 17:00, o que contrariou uma habitual prática entre os socialistas de aceitação de listas até à madrugada de domingo.

AFE (PMF) // SF-Lusa/RL33