Summer School do Turismo de Portugal deu a conhecer o país a mais de 500 lusodescendentes

Berta Nunes Secretaria de estado das comunidades portuguesas

A primeira edição dirigida a lusodescendentes da Summer School do Turismo de Portugal
termina hoje, 17 de setembro, com uma sessão que conta com a participação da Secretária
de Estado do Turismo, Rita Marques, e da Secretária de Estado das Comunidades
Portuguesas, Berta Nunes.


Organizada pelas Escolas do Turismo de Portugal, com o apoio da Secretaria de Estado do
Turismo e da Secretaria de Estado das Comunidades Portuguesas, a iniciativa decorreu ao
longo desta semana, de forma gratuita e em formato online, com sessões em português e
em inglês, proporcionando a 534 lusodescendentes, de 46 países diferentes, formas de
melhor conhecerem as suas origens e descobrirem Portugal, apresentando-lhes
oportunidades para estudar, trabalhar e investir no país.


Do total de participantes, 120 eram originários de países não falantes de Português (como
Noruega, Austrália, Irlanda, entre outros), 37% do Brasil, 5,6% da Venezuela, 4,7% da GuinéBissau, 2,8% de Angola, 1,9% da Suíça e 1,7% da Argentina. O sucesso desta edição da
Summer School leva o Turismo de Portugal a prever a sua continuação no próximo ano,
preferencialmente em formato presencial numa das suas Escolas, com alojamento incluído,
convidando os lusodescendentes a vir conhecer o país.


O programa deste ano percorreu as cinco regiões de Portugal continental (Norte, Centro,
Lisboa, Alentejo e Algarve), tendo sido dinamizado pelas Escolas do Porto, Oeste, Estoril,
Portalegre e Portimão que, em cada dia, apresentaram a geografia, a cultura e o
património de cada região. Nesta viagem pelo país foram destacados os principais atrativos
paisagísticos do litoral, interior e montanhas, em particular os trilhos e a natureza, e ainda
a cultura e o património, nomeadamente, a língua portuguesa e os monumentos
classificados pela UNESCO.

A Gastronomia e o Enoturismo estiveram também em destaque,
com atividades de demonstração e produção de receitas das várias regiões.
Para a Secretária de Estado do Turismo, Rita Marques, “o elevado número de participantes
nesta Summer School, bem como a sua proveniência, é bem demonstrativo do interesse
que Portugal, e mais concretamente toda a área do turismo – nas suas múltiplas valências
e oportunidades -, desperta nas comunidades de lusodescendentes espalhadas pelo
mundo.”


A Secretária de Estado das Comunidades Portuguesas salientou que “a primeira edição
deste evento para lusodescendentes representa um sinal claro da atual vitalidade da
ligação entre os lusodescendentes e Portugal; não apenas numa perspetiva de aqueles
revisitarem as suas origens, mas igualmente pelas possibilidades que esta ligação
representa para o futuro profissional e pessoal destes jovens”.
A iniciativa visou promover a valorização das competências e do emprego nas várias áreas
de atividade do setor do turismo, dando a conhecer as oportunidades que existem em portugal para prosseguir os estudos,criar uma carreira profissional ou investir no pais dirigidas a uma nova geracao.

Rita Marques

Sobre as Escolas do Turismo de Portugal
A Rede Escolar do Turismo de Portugal é constituída por 12 escolas, de norte a sul do país, (Porto, Douro/Lamego, Viana
do Castelo, Coimbra, Oeste, Estoril, Lisboa, Portalegre, Setúbal, Vila Real de Santo António, Portimão e Faro), que
apostam na formação profissional, qualificando e elevando as competências dos profissionais do setor.

As Escolas do
Turismo de Portugal formam mais de 3.000 alunos por ano, preparando os jovens para o primeiro emprego e,
simultaneamente, qualificam mais de 5.000 profissionais do setor, com vista à melhoria da qualidade e prestígio das
profissões turísticas.


Mais informação em: Escolas do Turismo de Portugal