Tribunal sul-africano adia para 27 agosto audição sobre contestação à extradição de Chang

O Tribunal Superior de Gauteng, em Joanesburgo, adiou hoje para 27 de agosto a audição da contestação do Fórum para a Monitoria do Orçamento (FMO) à extradição do ex-ministro das Finanças de Moçambique Manuel Chang para o seu país.

Google Image-RL33


“O assunto será ouvido às 10:00 da manhã (hora local) na sexta-feira, dia 27 de agosto de 2021”, refere a ordem do tribunal a que a Lusa teve acesso.
O Ministério da Justiça e Serviços Correcionais da África do Sul “assumiu o compromisso de que o primeiro réu [Manuel Chang] não será extraditado para a república de Moçambique até que seja proferida sentença na Parte A”, lê-se no documento do tribunal sul-africano.


Em causa está a decisão anunciada na segunda-feira à Lusa pelo porta-voz do ministério da Justiça sul-africano, Chrispin Phiri, dando conta de que a África do Sul decidiu extraditar para Moçambique o ex-ministro das Finanças Manuel Chang, detido na África do Sul em 2018, a pedido dos Estados Unidos da América (EUA) por fraude e corrupção no caso das dívidas ocultas.

CYH // VM-Lusa/RL33