Debandada de britânicos antes de Portugal deixar de integrar lista verde

A partir de amanhã, terça-feira, Portugal deixa de fazer parte da lista britânica dos países seguros para viajar, no âmbito da pandemia da Covid-19.

© Getty Images

Depois do entusiasmo com o regresso dos britânicos a Portugal, sobretudo ao Algarve, são agora milhares os turistas que regressam ao Reino Unido, depois de serem ‘apanhados’ pela decisão de retirar Portugal da lista dos países seguros para viajar.

A partir de amanhã, o país deixa de constar na lista verde do Reino Unido, passando a vigorar a quarentena obrigatória de dez dias no regresso a casa.

A par disso, qualquer pessoa que chegue de Portugal tem de realizar dois testes à Covid-19 à chegada.

Após o anúncio da decisão britânica, na última quinta-feira, milhares de turistas interromperam as férias e rumaram a casa. Só no sábado, terão partido de Faro cerca de 10 mil turistas britânicos, de acordo com o presidente do Turismo do Algarve. 

O responsável indicou à Lusa que ter-se-á registado no sábado o pico de saídas de turistas da região.

No sábado “houve uma concentração de cerca de 10 mil passageiros britânicos para sair, mas é interessante também perceber que, no mesmo período, chegaram 2.500. Portanto, apesar das regras britânicas, ainda há britânicos a chegar ao Algarve”, sublinhou. 

João Fernandes explicou que os passageiros, “muitos deles britânicos”, se viram obrigados a “antecipar o regresso para chegar ao país antes de terça-feira” e escapar assim à obrigatoriedade de realizar uma quarentena de 10 dias e dois testes à Covid-19 nesse período devido à medida imposta pelo Governo britânico a todos os passageiros que cheguem ao Reino Unido proveniente de Portugal.

Fonte: Noticias ao Minuto/Lusa